PARTY! Tendência para vestidos de festa

vestidos-de-festa-curto1

Quando uma mulher é convidada para uma festa, uma das primeiras dúvidas que geralmente vêm à mente é: “Com que roupa eu vou?” e no caso de festas que exigem trajes mais sofisticados, os vestidos são os grandes queridinhos do público feminino.

A escolha do vestido para uma festa deve levar em consideração alguns pontos importantes, entre eles, os principais: local, horário, clima e tipo da festa. Com essas informações, você já delimita suas opções e assim fica mais fácil se decidir quanto ao modelo.

Por exemplo, casamentos e festas diurnas combinam com vestidos com estampas alegres, cores vivas e sem brilhos ou pedrarias.  vestido de festa amarelo

Veja mais opções aqui.

Por outro lado, nos eventos noturnos pode-se abusar da riqueza de detalhes, com vestidos com tecidos brilhantes, paetês e bordados.

vestidos de festas 1

Festas de casamento normalmente pedem um vestido sofisticado, porém curto ou na altura do joelho para as convidadas. Os longos, especialmente se forem com bordados ou modelos que “chamam atenção”, são mais indicados para madrinhas e mãe da noiva e do noivo.

vestidos-delicados-romanticos-para-festa-19

Vestidos românticos

Veja mais curtos aqui!

As festas tradicionais e de formatura seguem o mesmo padrão do vestido longo de festa de casamento, com detalhes sofisticados e tecidos nobres. Os tecidos mais utilizados em festas formais são o chifon, renda com brocado, musselina, organza, crepe georgete, seda e cetim. Alguns novos modelos de vestidos utilizados para festas de gala, são na maioria adaptações da moda dos anos 50, afinal, a moda sempre vai e volta com o passar dos anos.

vestido de festa para madrinha

 

Confira mais dessa tendência.

Glamour parece ser a regra nos vestidos de festa. E não há nada mais glamoroso que bordados e pedrarias. Peças com pedras, bordados e paetês, em uma profusão de elementos, mas sem perder a elegância. Tudo na medida.  As meninas que escolherem vestidos com brilho e pedras, devem ter cuidado com os acessórios.  O ideal é que todo o look seja harmonioso, compensando o vestido nos demais elementos.

Vestidos-de-Festa-Preto3

As flores vêm com tudo. Grandes ou pequenas, em pequenos detalhes ou em todo o vestido, bordadas ou estampadas. Independentemente de como, todos os looks parecem um pequeno jardim no próprio corpo.

vestidos para festas

Veja mais florais aqui.

Os tons metalizados também serão uma boa pedida para vestidos de festa. Sejam prateados, dourados pretos ou coloridos, dão um toque moderno ao look, mostrando toda a originalidade de quem usa. Não é uma tendência fácil, mas é ideal para mulheres arrojadas, que buscam fugir do tradicional.

vestido-festa

Conheça nossas peças e escolha os seus vestidos de festas na Capitollium.

Vestido floral de festa

Vestido Amissima. Acessórios Capitollium.

TECIDOS NOBRES

TexPrima-Tecidos-Collor

Uma peça de roupa para ser ideal precisa ter um caimento impecável. E o tipo de tecido que compõe a peça pode fazer toda a diferença! Com texturas, apliques, bordados, lisos ou estampados, alguns tipos de tecidos nobres proporcionam sensação de conforto, leveza e sensualidade, por isso são bastante utilizados na confecção de roupas sofisticadas para formaturas e casamentos, por exemplo. Escolha o seu!

HUIS_CLOS1

Seda 

Nome dado ao tecido natural confeccionado com o mesmo fio existente no casulo da lagarta que habita a amoreira, conhecida como bicho-da-seda. A seda é um tecido leve, macio e super precioso, descoberto pelos chineses por volta do século IX a.C. Envoltos pelo fascínio desse fio extremamente fino, os orientais contam a seguinte lenda ” certa manhã, um casulo caiu na xícara de chá de uma princesa. Com o calor da bebida, ele começou a derreter: a princesa tentou retirá-lo e um fio se soltou. Ela começou a puxar e o casulo foi se desenrolando. Encantada com a beleza e a espessura mínima do fio, ela mandou tecer um manto para seu amado”. Nasceu assim o primeiro tecido de seda pura. Por volta do século V a.C, a produção de seda já era suficiente para atender todo o reino chinês, e o imperador passou a presentear chefes das regiões vizinhas com peças de seda. De lá para cá, esse precioso fio se transformou em matéria- prima dos tecidos mais nobres, e mesmo hoje, com a descoberta das microfibras sintéticas- capazes de criar tecidos com o mesmo caimento, toque e aparência da seda- o fio da lagarta continua sendo a matéria-prima de tecidos muitíssimo especiais, que dão origem a várias peças do vestuário. Além da maciez e do aspecto brilhoso, a seda ainda se destaca pelo ótimo caimento no corpo, que garante o glamour que as mulheres tanto procuram na hora de se preparar para grandes eventos.

seda

Seda

Cetim

Um dos queridinhos da mulherada. O cetim é delicado, fino e possui aspecto suave, além de estar disponível em várias intensidades de brilho. Só tenha cuidado na hora de sentar, o tecido amassa com facilidade. Aplicações: Tecido suavemente brilhante, originário da China, a princípio produzido em seda com tramas bem apertadas. Hoje, graças à evolução tecnológica, o raiom e outras fibras sintéticas estão na composição de versões menos nobres. De aspecto delicado e sofisticado, o cetim entra com tudo no guarda-roupa, dando forma a peças que vão da moda íntima à habillé. Tipo de tecido em que o fio de urdume aparecem mais que os da trama. O resultado é alto brilho provocando pelo reflexo da luz. Tecido de aspecto brilhante, liso, de toque fluido e macio. Isto é conseguido a partir de flutuações dos fios de urdume. Diz-se também que se trata de uma sarja com os pontos de ligação escondidos para eliminar a diagonal. O cetim pode ser de qualquer matéria-prima, com densidade elevada de fios no urdume.

cetim

Cetim

Organza

Considerado um tecido simples, quando misturado a outros materiais nobres alcança um resultado super elegante, sendo bastante utilizado para fazer babados inclusive nas saias dos vestidos de 15 anos. Tecido fino de trama simples, em geral de fio de seda, raiom ou náilon; semelhante ao organdi, porém mais armado e encorpado, é leve, flutuante, tranparente e ligeiramente acetinado. A organza sempre abrilhantou vestidos de festa, mas no inverno de 1994 ela ganhou espaço no dia a dia, quando a moda pediu irreverentes misturas: tecidos leves com pesados, transparentes com opacos. Agora, se nos dias mais frios ela teve vez, imagine em pleno verão de 1995. A organza reina, dia e noite, em peças sobrepostas, apresentando, nas propostas mais sofisticadas, um aspecto laqueado que a caracteriza como gazar. Tecido de tela, normalmente alvejado, de fibras brilhantes e lisas, leve mas endurecido pelo alto nível de torção do fio e do acabamento empapelado.

organza

Organza

Brocado 

Este tecido já vem bordado e, por isso, é considerado muito nobre. Mais espesso, tem caimento estruturado, sendo uma boa opção para quem precisa disfarçar alguma parte do corpo, como gordurinhas localizadas. ( Suntuoso tecido de jacquard com estampa em relevo, geralmente flores ou figuras, muitas vezes feitas com linha de seda dourada ou prateada. Desde meados do século XIX, o brocado é associado a roupas de noite. Tecidos com relevos que são feitos com fios de seda, só que metalizados. Hoje esses fios são substituídos por lurex.

brocado

Brocado

Crepe

É leve, maleável e pode ter várias texturas. Pode ser de seda, tafetá ou de cetim e é muito recomendado para a confecção de vestidos de noiva pelo caimento suave e elegante. -Possui textura enrugada, obtido por ligamento crepe e utilizando no urdume fios com pouca toção e na trama fios sobre torcidos dispostos alternadamente em 2s e 2z. Usualmente é tinto em peça ou estampado.

crepe

Crepe

Veludo

Tecido mais denso, possui aspecto molhado, sendo muito utilizado nas estações mais frias do ano. Pode compor toda a peça ou apenas realçar alguns detalhes, dando um toque de charme ao vestido. o latim vellutus, que significa pelos em tufos. É um tecido fechado, felpudo, de textura macia e gostosa. Pode ser de lã, algodão, seda ou fibras sintéticas (como o raiom ou acetato). O veludo também pode ser liso (brilhante e molinho, como o veludo alemão), cordoado (o cotelê) e até bordado. Começou a ser usado nas vestes monásticas da Idade Média, depois foi empregado nos mantos de reis, rainhas e da alta nobreza, até dar forma aos vestidos glamourosos da vida noturna, nas décadas de 1950 e 1960. É um tecido de de trama apertada com pelo curto e denso, que produz uma textura macia e rica.

veludo

Veludo

Tecidos nobres resultam em looks luxuosos e modernos.

Os vestidos representam um marco de feminilidade e bom estilo, a mulher moderna precisa de uma identificação de sua personalidade. Desde há muito tempo, as mulheres se encantam com o poder instigador de um vestido bonito, atual e que satisfaça as suas necessidades, você precisa apenas saber combinar com os assessórios que tem, escolher o tecido e pronto! Confira os nossos modelos.

  268197-1_800

Vestido longo de organza. (Cholet)